NOTÍCIAS

Internet: as diferenças entre a conexão no Brasil e no mundo

Internet: as diferenças entre a conexão no Brasil e no mundo
06 de setembro de 2017 • 10h19 • atualizada 06 de setembro de 2017

Já se passaram 22 anos desde a chegada da internet para a população brasileira. Muita coisa mudou nesse meio de comunicação tão jovem: a velocidade de transferência de dados aumentou, a quantidade de pessoas conectadas cresceu e o número de dispositivos conectados disparou completamente. Mas quais as diferenças entre a internet no Brasil e no mundo? Vamos descobrir!

Tempo de conexão

O Brasil é um dos países onde os usuários passam mais tempo conectados. Pesquisas anuais realizadas nos últimos 5 anos e por institutos diferentes mostraram que nosso país se mantém constantemente entre as três primeiras posições quando se fala de tempo de conexão. A pesquisa realizada pela Amdocs em 2016 em dez países mostra que Facebook, YouTube e WhatsApp são os serviços mais acessados pelo jovem brasileiro.

Qualidade da conexão

Apesar dos brasileiros conectados passarem muito tempo navegando na internet, a qualidade da conexão é uma das piores do mundo. Uma pesquisa realizada pela Netflix com 41 países colocou o Brasil em 33º lugar, demonstrando bem como sua conexão é bastante inferior em relação ao resto do mundo.

A internet móvel também deixa bastante a desejar. Um estudo realizado pela OpenSignal demonstrou que o 4G brasileiro é o 6º pior em disponibilidade entre 75 países analisados. Nosso país também ficou para trás em outros quesitos, como velocidade.

Acessibilidade

Um estudo realizado pela The Economist Intelligence Unit demonstrou que cerca de 70 milhões de pessoas no Brasil não possuem qualquer tipo de acesso à internet, seja fixa ou móvel. Esse índice coloca o Brasil na lista dos mais desconectados do mundo, junto com Índia, China, Paquistão, Nigéria e Indonésia. Apesar de utilizarmos bastante a rede, ainda precisamos expandir muito o acesso à internet no Brasil.

Internet móvel

O surgimento dos smartphones na metade da década passada trouxe um crescente acesso à internet para as pessoas. Até 2016, a maior parte dos acessos à rede era realizada por meio de computadores, mas isso mudou, e agora os dispositivos móveis representam 51,3% do consumo de internet no país.

Há muito a melhorar em nossa rede para chegarmos próximo às primeiras posições em questão de qualidade de conexão. Mas uma coisa não podemos negar: nós usamos muito a internet! E quem sabe no futuro não estejamos todos conectados?

Venha para a SOS!

Quer mergulhar de cabeça na tecnologia? Conheça o curso de programador de computador da SOS e dê seu primeiro passo ao futuro!

COMENTÁRIOS
Seja o primeiro a deixar um comentário
Internet: as diferenças entre a conexão no Brasil e no mundo
ESCOLAS
Busque a escola pertinho de você
©S.O.S. Todos os direitos reservados.
Avenida Bady Bassit, 4960 São José do Rio Preto - SP
Move Edu
Move Edu