BLOG

Dia da Mulher: 3 mulheres que mudaram o ramo da tecnologia

Dia da Mulher: 3 mulheres que mudaram o ramo da tecnologia
06 de março de 2018 • 14h37 • atualizada 06 de março de 2018

Nos últimos anos as mulheres têm ganhado cada vez mais espaço na área de tecnologia. Mas não é de hoje que elas participam ativamente das revoluções tecnológicas — boa parte dos gadgets de hoje só existem graças ao trabalho de muitas mulheres incríveis. Então que tal aproveitar e celebrar o Dia da Mulher conhecendo um pouquinho mais sobre essas histórias? Vamos lá!

Margaret Hamilton

Margaret Hamilton ao lado do software que escreveu com sua equipe no MIT para as missões Apollo.

Margaret é a mulher que impediu uma grande catástrofe nas missões que levaram os seres humanos à Lua. Os computadores presentes nas naves do programa Apollo funcionavam de uma forma bastante diferente da qual estamos acostumados hoje em dia com nossos smartphones e laptops.

Os comandos dados pelos astronautas eram informados aos computadores por meio de botões manuais. Portanto, um simples erro na hora de configurá-los poderia fazer com que os processadores ficassem sobrecarregados. Isso impediria a realização de tarefas essenciais, como o acionamento dos motores em uma manobra de pouso.

As pesquisas de Margaret permitiram que ela criasse uma maneira de desenvolver softwares “à prova de erros humanos” por meio de uma cascata de prioridades, impedindo que simples erros de configuração levassem a falhas catastróficas.

A criação dessa incrível mulher provou-se essencial durante ao pouso da Apollo 11 na Lua, missão que colocou os primeiros seres humanos na superfície da Lua. Durante a descida, vários alarmes começaram a ser acionados no módulo de pouso devido a um simples interruptor acionado, o que sobrecarregou o computador da nave. O erro teria sido fatal se o software não estivesse preparado para isso.

Margaret ainda foi responsável por criar o termo “Engenharia de Software” e suas metodologias foram absorvidas por muitas outras áreas que desenvolveram seus próprios sistemas de prioridade. Incrível, não?

Stephanie Kwolek

Stephanie Kwolek segurando uma solução base para a produção de Kevlar.

Stephanie é a inventora da fibra sintética conhecida por ser usada em coletes à prova de balas: o kevlar. A pesquisadora nascida em 1923 trabalhou na conceituada empresa DuPont, onde fez diversas pesquisas na área de polímeros. Seu achado aconteceu em 1964, quando ela realizou experimentos secundários com substâncias com as quais trabalhava. O resultado foi uma fibra com resistência 5 vezes maior que a do aço e extremamente leve.

O novo material revolucionou centenas de áreas. Além dos já conhecidos coletes à prova de bala, o kevlar é utilizado em carros blindados, botas de bombeiro, pneus, cordas, eletrônicos e até mesmo em turbinas de aviões! A resistência a chamas, umidade e ação de microorganismos cria uma variedade gigante de aplicações para essa fibra.

Stephanie recebeu diversos prêmios por seu trabalho, como a Medalha Lavoisier e o Prêmio Lemelson. A incrível pesquisadora faleceu em 2014, aos 90 anos.

Marie Currie

Marie Curie em seu laboratório.

A polonesa nascida em 1867 naturalizou-se francesa e trouxe avanços gigantescos nas áreas de física e química, dando início a ecos tecnológicos que são sentidos até hoje. Marie Curie estudou a radiação detectada em sais de urânio, encontrando dois elementos novos durante o processo: o polônio e o rádio. Essas descobertas garantiram, em 1903, seu primeiro Nobel.

A vida dessa grande cientista não foi nada fácil, e Marie encontrou grandes dificuldades para completar seus estudos. Depois de ter trabalhado em diversos lugares e estudado por conta própria durante bastante tempo, ela finalmente conseguiu ingressar na Universidade de Paris.

Em 1911, Marie recebeu outro Nobel, dessa vez de química, tornando-se a primeira pessoa a receber o prêmio duas vezes. Os estudos da cientista levaram ao desenvolvimento de tecnologias muito importantes, como tratamentos para câncer e sistemas de geração de energia. Ela morreu em 1934 em decorrência de uma leucemia induzida pela exposição constante à radiação em seus estudos.

E aí, gostou de aprender um pouquinho mais sobre essas incríveis mulheres? Conhece alguma outra que seria legal colocar na lista? Conte para nós nos comentários!

Venha para a SOS!

Se você quer conseguir uma promoção, se especializar também é importantíssimo. A SOS tem vários cursos feitos para que você consiga ainda mais destaque no mercado de trabalho. Cadastre-se e receba um desconto especial na matrícula!

COMENTÁRIOS
Seja o primeiro a deixar um comentário
Dia da Mulher: 3 mulheres que mudaram o ramo da tecnologia
ESCOLAS
Busque a escola pertinho de você
©S.O.S. Todos os direitos reservados.
Avenida Bady Bassit, 4960 São José do Rio Preto - SP
Move Edu
Move Edu